Laptop de US$ 100: Intel anuncia saída do projeto

A Intel anunciou nesta quinta-feira (3) que deixará de contribuir com o projeto One laptop Per Child (OLPC, ou Um Computador Por Aluno), que tem como objetivo levar notebooks de baixo custo a países em desenvolvimento.

Essas máquinas, chamadas de XO, foram testadas por escolas públicas brasileiras no ano passado e ficaram conhecidas como o “laptop de US$ 100”. Atualmente, seu preço está em cerca de US$ 200, o dobro do valor proposto.

“Chegamos a um impasse filosófico”, afirmou Chuck Mulloy, porta-voz da Intel, segundo o “New York Times”. “Nicholas Negroponte [desenvolvedor do projeto OLPC] quer nosso apoio exclusivo ao projeto”, continuou. Além de estar envolvida com o OLPC, a Intel tem seu próprio laptop popular para países em desenvolvimento, chamado Classmate PC.

Promoção em notebook

Walter Bender, presidente de software e conteúdo do OLPC, acusou a Intel de não cumprir suas promessas de cooperação com o grupo. Além disso, afirmou que a empresa insiste em boicotar as iniciativas relacionadas ao projeto. “O foco da Intel está voltado à competição e não ao aprendizado”, disse Bender, de acordo com o “NYT”.

A Intel se juntou à iniciativa de Nicholas Negroponte em julho do ano passado, depois de conflitos envolvendo as duas partes. O XO utiliza um microprocessador da AMD, a principal concorrente da Intel.

Segundo informações da Agência Estado, a companhia planejava anunciar um novo laptop de baixo custo OLPC com base em um microprocessador da Intel na feira de eletrônicos CES, que será realizada em Las Vegas, na próxima semana. Mas o representante da Intel saiu do conselho da OLPC e o novo equipamento foi cancelado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *