Mulher: 8 de março – o dia internacional – A mulher na internet

Entre os internautas brasileiros, já se sabe que 21,1 milhões que significa nada menos que 48,9% são mulheres. No Brasil e globalmente, números mostram que elas conquistam cada vez mais espaço entre os internautas e como consumidoras de tecnologia.

As pegadas femininas entre os consumidores online também saltaram desde 2000. Ali, as mulheres representavam 37% do volume de compras pela web, número que cresceu para 46% no primeiro semestre de 2007, a consultoria e-bit em sua em sua 16ª edição de estudo Webshoppers.

Mulher - Dia da Mulher

Hoje, as mulheres gastam uma média de 244,53 reais em compras online, enquanto os homens desembolsam uma média de 326,76 reais, mostra o estudo.

Segundo o Ibope//NetRatings em janeiro de 2008, a conexão residencial fechou com o seguinte perfil: Mulheres na rede residencial atingiram percentual de…

  • Brasil 48,9%
  • EUA 52,1%
  • Reino Unido 51,7%
  • Austrália 49,2%
  • Espanha 47,5%
  • França 47,4%
  • Suíça 44,8%
  • Itália 44,2%
  • Japão 43,7%
  • Alemanha 42,2%

O índice de mulheres online vem crescendo em todos os países, segundo o analista. “A tendência é que as mulheres assumam a maioria à medida que a internet amadurece em cada país”, diz. “Talvez por razões culturais, países como o Japão apresentam evolução mais lenta do índice de mulheres na internet”. Lá, a participação feminina equivale a 43,7% do total, mas ainda fica à frente da Itália e da Alemanha, ambas com 42,2%.

O Ibope aponta que no Brasil, a mulher ainda permanece menos tempo online do que os homens – mensalmente, elas navegam em média 31 horas, contra as 40 horas registradas no caso do público masculino.

Em terras brasileiras, contudo, as mulheres já ultrapassam os homens na participação entre os usuários online em algumas faixas etárias.

Os internautas residenciais ativos entre 2 e 11 anos de idade no Brasil correspondem a 11,2% do total de usuários online registrados em janeiro de 2008 no Brasil. Deste número, 6,1% são mulheres e 5,1% são homens.

Entre os 25 e 34 anos de idade, fatia correspondente a 17,8% do total de pessoas online em casa, as mulheres ganham dos homens, mas por uma diferença mínima: 8,9% contra 8,8%.

Está aqui uma boa informação para atingir seus objetivos na grande web

Até Breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *